serigraph iii


O novo SediGraph ® III Plus determina o tamanho de partícula utilizando técnica de sedimentação de alta precisão e reprodutibilidade, que mede as velocidades de sedimentação de partículas de diferentes tamanhos em um líquido de propriedades conhecidas. Esta técnica simples e eficaz produz informações de tamanho de partícula para uma ampla variedade de materiais.

Este modelo combina a comprovada técnica analítica do SediGraph com novas tecnologias para proporcionar maior repetibilidade, precisão e reprodutibilidade de resultados.

TÉCNICA COMPROVADA E CONFIABILIDADE


Por mais de três décadas, o SediGraph Micromeritics permanece como o equipamento padrão para análise de tamanho de partículas em muitos laboratórios de controle de qualidade e pesquisa em todo o mundo, produzindo resultados precisos com excelente confiabilidade. 

A distribuição de tamanho de partículas é determinada utilizando o método de sedimentação e a medição da massa da partícula por absorção de raios-X.

O SediGraph calcula o diâmetro esférico equivalente de partículas de 300 a 0,1 µm, medindo a velocidade com que sedimentam, por ação da gravidade , em um líquido de propriedades conhecidas como descrito pela Lei de Stokes

RECURSOS E TECNOLOGIAS


O SediGraph III Plus oferece recursos técnicos avançados que garantem medições repetitivas de fácil execução.

Os novos recursos facilitam a operação e manutenção do equipamento além de assegurar a reprodutibilidade de resultados produzidos por Sedigraphs de outros laboratórios

  • Sistema de circulação de manutenção fácil e rápida
  • Controle de desempenho alerta a necessidade de manutenções de rotina
  • Análise de temperatura controlada aumenta a repetibilidade e reprodutibilidade de resultados.
  • Sistema de comunicação versátil e interativo oferece opções de personalização de relatórios.
  • Software operacional Windows com conectividade Ethernet

 

Combinação de dados de outros métodos de determinação de tamanho de partículas, aumentam  a faixa de resultados reportados para 125.000 µm (125 mm). Ideal para aplicações geológicas.

Varredura da célula de amostra permite determinação precisa de tamanho de partículas e diminui o tempo de análise.

Operação totalmente automática aumenta a produtividade de análises e reduz a possibilidade de erro de operação.

Sistema de temperatura controlada assegura que as propriedades do líquido permaneçam constantes durante toda a análise para garantir resultados precisos e reprodutíveis

Múltiplas velocidades de análise permitem a escolha de velocidade e resolução de acordo com as necessidades. 

Visualização em tempo real permite acompanhar a curva de massa acumulada da análise e fazer alterações no procedimento.

Controle estatístico de processo descreve o desempenho de processos permitindo uma resposta imediata às variações.

Sobreposição de gráficos para comparação de resultados de uma ou mais análises.

 Curvas de comparação de dados fornecem visualização gráfica da diferença matemática entre dois conjuntos de dados de referência ou especificação.

Controle de Múltiplos analisadores permite a operação simultânea de dois Sedigraphs com um único computador, conservando o espaço útil do laboratório e otimizando o armazenamento de dados.

 

A CONFIABILIDADE DO MÉTODO SEDIGRAPH


A confiabilidade do Método Sedigraph

O SediGraph tem sido empregado em uma ampla variedade de aplicações industriais desde a sua efetivação como equipamento comercial em 1967.

Desde o seu lançamento o equipamento tem incorporado melhorias em velocidade, preparação de amostra e redução de dados.

No entanto, a base da técnica analítica continua fundamentada em dois fenômenos bem definidos  - sedimentação e absorção física de fótons.

A lei de Stokes é aplicada para determinar distribuição granulométrica  medindo as velocidades de sedimentação de partículas de vários tamanhos.

A concentração de massa relativa para cada classe de tamanho é determinada aplicando a lei de Beer-Lambert-Bouguer à absorção medida de um feixe de raios-X de baixa potência projetado através da fração de amostra restante em suspensão.

A simplicidade das leis de Stokes e Beer-Lambert-Bouguer  implica na interpretação direta dos dados e possibilita a compreensão fácil da relação entre as medidas básicas e a distribuição de tamanhos das partículas.

Os dados experimentais são facilmente determinados e o cálculo dos resultados é simples e rápido.


Lei de Stokes

A Lei de Stokes estabelece que a velocidade final de sedimentação de uma partícula esférica em um meio líquido é proporcional ao quadrado do diâmetro da partícula.

Essa lei se aplica com exatidão desde que uma determinada relação entre o diâmetro de partícula e a velocidade de sedimentação seja confirmada.

Aplicação: se um conjunto de partículas de vários diâmetros é uniformemente disperso em um líquido de densidade menor e deixado assentar pela ação gravidade, é possível prever com precisão quando as partículas de um tamanho específico cairão abaixo de um determinado nível. Com base nesta informação é possível calcular a distribuição de tamanho de partículas.

Para uma descrição detalhada da técnica do SediGraph consultar a norma ISO 13317-3: 2001  Determinação da distribuição de tamanho de partícula por métodos de sedimentação gravitacional de líquidos - Parte 3: Técnica gravitacional de raios-X.


método sedigraphSedimentação e Absorção de Raios-X

O SediGraph  utiliza um feixe estreito de raios-X direcionado horizontalmente para medir diretamente a concentração da massa relativa de partículas em  meio líquido.

Inicialmente é medida a intensidade de um feixe de raios-X de referência através de um meio líquido sem amostra.

Uma mistura de partículas sólidas dispersas em um meio líquido é circulada na célula de amostra, absorvendo parte da energia de raios-X a qual é medida novamente para estabelecer um valor atenuado da intensidade total.

A circulação da mistura é concluída e a dispersão deixada assentar enquanto a intensidade de raios-X é monitorada.

Durante o processo de sedimentação as partículas maiores são as primeiras a sedimentar e progressivamente as menores onde cada medição representa a fração de massa cumulativa até que não haja mais partículas em suspensão na zona de medição.

 

 

Topo